5 elementos da comunicação empresarial que você precisa conhecer

Em um mundo cada vez mais conectado, a necessidade de se comunicar se torna cada dia mais importante – e não apenas individualmente. Para quem quer ter um negócio, estratégia é tudo, e conhecer os elementos da comunicação empresarial pode fazer toda a diferença.

São colaboradores, funcionários, fornecedores, imprensa e, é claro, o cliente. Além do variado número de receptores dessas mensagens, os canais também mudaram. Se até pouco tempo atrás os contatos se restringiam ao pessoal, telefone e e-mail, atualmente, a tecnologia proporciona outras formas de comunicação e a sua empresa precisa estar preparada.

Uma mensagem mal transmitida ou um ruído no meio do caminho, podem ser coisas simples, mas às vezes capazes de colocar a reputação e a credibilidade da empresa em jogo – e não somente no âmbito externo. A compreensão equivocada de algum recado por parte do público interno também pode comprometer a estrutura da sua organização.

Para que prejuízos dessa natureza não aconteçam, é preciso ter uma estrutura comunicacional muito bem organizada. Confira cinco elementos da comunicação empresarial fundamentais para a melhor transmissão das mensagens, seja externa ou internamente.

Elementos da comunicação fundamentais para um bom gestor:

1. Planejamento estratégico

A importância de criar um plano de ação para definir o que a empresa precisa, como vai agir, a identidade e a imagem que se pretende passar, além de elaborar formas de firmar a marca perante o mercado é fundamental.

Segundo a jornalista especializada em marketing e comunicação integrada, Clarice Pereira, tudo isso contribui para o melhor entendimento do público interno e externo a fim de obter maior aceitação das atividades da organização.

2. Profissionais da comunicação

Outro ponto a se observar é o que diz respeito aos funcionário contratados para aplicar os elementos da comunicação. Apesar de serem profissionais do mesmo campo de conhecimento, existem áreas diferentes dentro da comunicação, que produzem, portanto, materiais diferentes. Um relações públicas, um publicitário e um jornalista, por exemplo, não desempenham a mesma função.

3. Públicos

É fundamental também entender e conhecer os mais diferentes públicos, descobrir o que eles esperam e como podem ser atingidos. Tenha em mente quem é o seu interlocutor. Antes de começar a falar ou redigir, uma dica é pensar quem é o seu alvo e de que forma você poderia impactá-lo para alcançar o resultado desejado.

4. Canais de comunicação

Como chegar até o público? Esse é o desafio. Hoje, as possibilidades são as mais diversas. As redes sociais, por exemplo, dificilmente podem ficar de fora. Já o mural, por outro lado, não costuma mais ser tão eficiente.

Tudo depende da empresa e dos perfis a serem atingidos. A mensagem só fará sentido se você usar recursos que garantam a compreensão do conteúdo, aumentando as chances de impactar o público-alvo.

5. Mensuração de resultados

De nada adianta estar sempre em busca de novas campanhas e formas de chegar ao público se você não acompanha os resultados gerados e o engajamento dos públicos com a marca. Aí está a importância da mensuração e monitoramento das respostas encontradas. Uma alternativa nesse sentido pode ser o ciclo PDCA.

A sigla vem do inglês: P (plan, planejar) D (do, fazer) C (check, acompanhar) A (act, corrigir). Ou seja, a metodologia sugere que, qualquer atividade de gestão ou planejamento estratégico seja executada na empresa, seja conduzida seguindo essas quatro fases.

Fonte: Destino Negócio