Dia do Cozinheiro 10 de Maio

Cozinhar é uma das mais antigas atividades humanas, surgida por volta da sete mil anos atrás, quando o homem adquiriu meios seguros de obter e dominar o fogo.

Já o ofício de cozinheiro, não se sabe exatamente quando surgiu, mas relatos de suntuosos banquetes na corte da Mesopotâmia por volta de 3000 a.C., por exemplo, confirmam que essa é uma profissão antiquíssima e, também, mostram que a comida sempre foi um importante elemento nas relações sociais e de poder.

Justamente por isso, os cozinheiros, que através de sua arte, contribuíam para o aumento do prestígio e do poder daqueles a quem serviam, acabavam por conquistar, eles próprios, prestígio e regalias que os distinguiam entre os seus pares.

Assim, portanto, não é de hoje que ser chef de cozinha é algo glamoroso e muito desejado.

Ao escolher a profissão de cozinheiro é preciso ter em mente que se trata de uma carreira que, como no exército, possui graus hierárquicos a serem conquistados e que, para se atingir o topo dessa hierarquia, é preciso muito esforço, dedicação, aprendizagem, treino e, sobretudo, gostar do que se faz – e gostar muito.

Mesmo, assim, isso não basta.
É preciso, ainda, possuir características como criatividade, espírito de liderança, organização, capacidade de ensinar, ousadia e muita personalidade para se chegar lá. Nem todo soldado se torna general.
Nem todo cozinheiro chega a chef de cozinha.
Não há curso que substitua a prática “de campo” nem para soldado nem para o cozinheiro.
Mas, como no exército, cada elemento tem seu papel e sua importância dentro do grupo e sem o trabalho de todos não há resultado possível.

 

Funções

Ao cozinheiro (chefe) cabe a tarefa não só de confeccionar verdadeiras iguarias, como também o planeamento do cardápio, a supervisão dos trabalhos de cozinha e o recrutamento de auxiliares de cozinha.

A divulgação gastronômica de uma região (ou país) e a possibilidade de transformar a satisfação de uma necessidade num momento de prazer para a vista e para o paladar são outras das funções que habitualmente lhe são atribuídas.

 

Requisitos

Este profissional tem de possuir muita criatividade, gosto pela profissão, um paladar apurado e bons conhecimentos técnicos sobre os alimentos. A paciência, o espírito de iniciativa e uma entrega e disponibilidade totais são outras das grandes virtudes do ofício. Exige ainda uma boa resistência física e psicológica, alguma experiência e muita originalidade. Para se conquistar um elevado nível é necessária uma aprendizagem constante e vontade de progredir.

 

Onde exercer

Em restaurantes, hotéis, empresas organizadoras de festas e banquetes, casas particulares, refeitórios e cantinas públicas ou privadas.

 

Mercado de trabalho

Todos os dias são inaugurados restaurantes e hotéis, fenômeno que tende a ser reforçado no futuro. É, por isso, uma das profissões mais procuradas neste momento. Prova disso são os pedidos quase diários às escolas de técnicos de hotelaria. Inclusive, estes profissionais podem trabalhar tanto no mercado nacional como no estrangeiro. Mas, segundo os chefes mais credenciados, “cozinheiros há muitos, o que falta são bons profissionais”.

  • Confira no link abaixo as Faculdades e Cursos profissionalizantes de Gastronomia em Porto Alegre – RS

https://goo.gl/i78tpA

 

Fonte: www.educacao.te.pt